AMADIS1.0

Da AMADIS

Amadis 1.0 logo.jpg


Especificações

  • Hospedeiro: O recomendado é qualquer distribuição Gnu/Linux.
  • Servidor: Apache 1.3 ou superior;
  • Banco de dados: Mysql 3.23 ou superior;
  • Linguagem: PHP 4.3;
Para o PHP5 necessita da extensão zend.ze1_compatibility_mode

Features

Ferramentas principais

  • Projetos
Texto sobre projetos de aprendizagem
  • Cursos
Texto sobre os cursos dentro do AMADIS
  • Comunidade
Aglomeramento de projetos e pessoas

Ferramentas de interação

  • Finder - Mensagens instantâneas
O Finder prove o serviço de mensagens instantâneas para usuários conectados ao AMADIS. Tornando a interação mais dinâmica e preservando o carater privado. Ele não foi construido para funcionar como o MSN Messenger ou ICQ, seu objetivo é conectar duas pessoas de forma mais imediata. Toda mensagem enviada a um usuário conectado ou não, dispara uma requisição ao mesmo, que é avisado assim que efetua logon ou recarrega a página. Para comunicação por mais de uma pessoa, é necessário usar o chat.
  • Chat
A ferramenta de Chat tem como objetivo ligar possibilitar a conversa entre vários usuários do ambiente. Percebendo a necessidade de recuperação de dados por pesquisadores, orientadores na área da pedagogia, foi inserida a opção de visualizar chats já encerrados. Existe também a possibilidade de se agendar chats.
  • Fórum
  • Diário - Blog

Ferramentas de autoria

  • Hospedagem de páginas web
  • HTML Area embbeded

Instalação

Para fazer o AMADIS funcionar, basta ter os requesitos desejáveis, e seguir com a configuração de alguns arquivos do sistema.

  • Arquivos a serem alterados
    • amadis/etc/config.ini.def - Definição do arquivo geral de configuração
A seção [Internet] do config.ini concentra as urls absolutas dos arquivos de imagens, javascript, css e paginas hospedadas no AMADIS. Olhar a seção de segurança.
 [Internet]
 host = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL"
 url = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis"
 urlferramentas = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis/ferramentas"
 urlimagens = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis/media/imagens"
 urlpaginas = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis/paginas"
 urljs = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis/media/js"
 urlcss = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis/media/css"
 urlmedia = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis/media"
 urltemp = "COMPLETE_WITH_YOUR_URL/amadis/publictemp"
Aconselhamos o uso de caminhos absolutos, para as bibliotecas. Configurando desta maneira, pode-se ter os diretorios de configuração e bibliotecas em lugares bem distintos, preservando assim a integridade e segurança da plataforma.
Ex: /var/www/amadis
As configurações de caminhos de diretórios se encontram na seção [Diretorios] do arquivo de configuração:
 [Diretorios]
 rootpath = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH
 pathpaginas = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH/ambiente/paginas
 pathuserlib = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH/userlib
 pathtemplates = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH/templates
 pathferramentas = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH/ambiente/ferramentas
 pathtemp = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH/ambiente/publictemp
 pathlog = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH/log
 pathlang = COMPLETE_WITH_AMADIS_PATH/lang
O RD->Devel é um framework responsável, principalmente, pela camada de persistência de dados, mas também agrega uma série de pequenos widgets e classes que facilitam na crição de ferramentas web, tais como fórum, chat, formulários e templates.
O seu caminho deve ser informado de forma absoluta, como nos caminhos de includes do AMADIS. Para configurar o caminho do RD->Devel é necessário editar a seção [RDDevel] no arquivo de configuração:
Ex: /usr/lib/rddevel
 [RDDevel]
 rdpath = COMPLETE_WITH_PATH_TO_CMDEVEL
Após o término dessas configurações, renomeio o arquivo config.ini.def para config.ini
  • amadis/ambiente/config.inc.php.def - Definição do arquivo de leitura das configurações
Alterar a linha onde informa "COMPLETE_HERE" pelo caminho absoluto onde se encontra o diretório etc do AMADIS. Isto fará com que as configurações sejam carregadas.
 $pathetc = "COMPLETE_HERE";
Após, renomeio o arquivo config.inc.php.def para config.inc.php

Banco de dados

No pacote do AMADIS 1.0 acompanha um arquivo amadis.sql, esse contem toda a estrutura e dados iniciais para o sistema.

 USE mysql;
 CREATE DATABASE database_name;
 GRANT ALL PRIVILEGES on database_name.* TO amadis_user@localhost;
 SET PASSWORD FOR amadis_user@localhost=password("password_to_be_completed");

O servidor de banco de dados, por padrão, vem como localhost e o amadis_user é o nome dado ao usuário que terá acesso ao banco de dados do AMADIS. Se você deseja usar um outro usuario, somente substitua o amadis_user por outro nome de usuário do mysql, e comente ou exclua, a linha que seta um PASSWORD para o novo usuário.

 EX:
 USE mysql;
 CREATE DATABASE database_name;
 GRANT ALL PRIVILEGES on database_name.* TO admin@localhost;
 
 Fazendo assim a linha seguinte, deve ser comentada ou excluida do sql.
 #SET PASSWORD FOR amadis_user@localhost=password("password_to_be_completed");

Segurança

No momento da instalação de um site o mais comum é colocar o site num diretório público e configurar o acesso ao banco de dados e pronto! Está feita a instalação. Mas para sistemas mais complexos e maiores, isso não basta para efetuar a instalação de modo a garantir funcionamento e integridade do mesmo. Por este motivo este texto vem a guiar para a prevenção de pequenas falhas de segurança que podem comprometer todo o sistema.

O objetivo deste texto não é demonstrar como o AMADIS é seguro, nem nada parecido, queremos somente alertar para itens da instalação que podem trazer algum incomodo futuro.

O arquivo config.ini é o concentrador de toda configuração do sistema, portanto, guarda informações que não devem ser de conhecimento do usuário. Em compensação existe a área de publicação de páginas que, de preferência, deve ter o seu conteúdo exposto para acesso direto, sem a necessidade de logon no AMADIS.


Maneiras de prevenir acessos não permitidos

Os diretórios que a principio não deveriam ter acesso são todos que se encontram no mesmo nível do ambiente. A maneira mais simples é colocar o AMADIS num diretório não pulico e criar um link simbólico para a pasta ambiente, segue exemplo:

 Considerando a configuração do RootDirectory do Apache em /var/www/htdocs
 AMADIS instalado no diretório /var/www/amadis
 Link Simbólico deve ser criado na pasta /var/www/htdocs com o seguinte comando
   $ cd /var/www/htdocs
   $ ln -s /var/www/amadis/ambiente amadis
 

Outra maneira é utilizar os recursos de permissões das pastas e arquivos que se quer evitar o acesso, sendo assim, pode alterar as permissões dos seguintes arquivos:

 Permissões para grupo e proprietário dos arquivos
 amadis/templates - permissões rwxr-x--- ou 750
   $ chmod 750 amadis/templates ou
   $ chmod u+rwx g+rx o-rwx
 
 O mesmo para as pastas userlib, etc e lang.

E mais uma forma de se aplicar restrições de acesso a conteúdos, é usando o arquivo .htaccess criado pela Apache para sobrescrever regras de acesso do httpd.conf, arquivo padrão de configuração do Apache.

Este trecho foi retirado da documentação da Apache.org, e sua reprodução, sem as devidas indicações de autoria, não deve ser feita.

Os arquivos .htaccess (ou "arquivos de configuração distribuída") oferecem um meio de fazer mudanças nas configurações por-diretório. Um arquivo, contendo uma ou mais diretrizes de configurações, é colocado em um diretório em particular, e as diretrizes se aplicam para aquele diretório e todos os seu subdiretórios subseqüentes.

Veja o documento completo de como configurar o arquivo .htaccess e utiliza-lo em sua aplicação web Click aqui

Ferramentas pessoais
Parceiros
















SourceForge.net Logo

Supported by Cenqua