O que é o Ambiente AMADIS?

Da AMADIS

Revisão das 02h56min de 13 de Julho de 2006 por Juliano (discussão | contribs)
Página Principal | Desenvolvimento | Histórico do Projeto
Mapa conceitual resumido do AMADIS.

Índice

Introdução

O AMADIS é uma plataforma virtual de aprendizagem que vem sendo desenvolvida desde 2002 pela equipe do Laboratório de Estudos Cognitivos – LEC, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Desde então, ele vem sendo constantemente reformulado em diferentes versões, frutos das pesquisa que sua equipe do desenvolvimento tem realizado no decorrer da implementação de softwares para educação a distância. A principal inovação do AMADIS é a adequação de suas ferramentas com a finalidade de apoiar da Pedagogia de Projetos, principalmente no que diz respeito aos Projetos de Aprendizagem , diferenciando-se da maior parte das plataformas virtuais existentes, as quais destinam-se apenas à realização de cursos e à publicação de materiais didáticos tradicionais. Na figura abaixo, pode-se observar um mapa conceitual que ilustra a estrutura geral da plataforma.

Mapa conceitual da estrutura do AMADIS.

O ambiente está organizado em seis grandes componentes de interação com usuários: o Webfólio é o portal do usuário, onde são apresentadas todas as suas relações com o ambiente; em Projetos, o usuário interage com um projeto específico, podendo editá-lo e debater suas questões com outros participantes; já em Comunidades, o usuário dispõe de ferramentas para conhecer os diversos grupos que habitam o ambiente; em Cursos, dispõe-se de um ambiente para criação de grupos hierarquizados de pessoas, documentos e ferramentas; em Pessoas, dispõe-se de ferramentas para localizar os indivíduos e, a partir da busca, estabelecer interações; por fim, em Administração, localizam-se as ferramentas específicas para gerência de cada instalação do ambiente.

Nas próximas seções serão retomadas brevemente algumas dessas seções, dando especial atenção para a parte de Projetos.

Estrutura do Ambiente

Webfólio: Espaço Individual de Trabalho

Cada membro da comunidade de aprendizagem participa de uma ou mais atividades, podendo exercer diferentes papéis em cada uma delas. Independente disso, ele precisa de um espaço particular que lhe dê acesso às diferentes atividades (relação de envolvimentos) onde possa fazer o registro público de suas experiências (diário de bordo), visualizar seus compromissos e anotar novos (agenda), organizar documentos particulares (biblioteca pessoal), fazer suas anotações pessoais (bloco de notas) e onde possa estabelecer comunicação com outros membros da comunidade (e-mail, mensagem instantânea). Esses são recursos para apoiar, facilitar e potencializar uma prática pedagógica que expressa a função do professor como um verdadeiro pesquisador, que orienta o aprendiz a construir seus conhecimentos e, ao mesmo tempo, oferece novos conhecimentos a comunidade docente.

Webfólio (ver imagem abaixo) foi o nome dado a esse ponto de partida do usuário dentro da plataforma, que representa o seu espaço pessoal dentro desse ambiente. Nessa área, o usuário pode encontrar links para toda a sua produção, bem como tomar conhecimento das últimas alterações que estão acontecendo nos grupos dos quais ele faz parte.

Webfólio pessoal de um usuário com destaque aos elementos organizacionais.


Nesta pode-se observar o uso de ferramentas pessoais, como o diário e a biblioteca pessoal.

Páginas do Diário e da Biblioteca de um mesmo usuário.

Espaço de Projetos

Cada projeto de aprendizagem é realizado por uma equipe de estudantes, com a colaboração de docentes, desempenhando diferentes tarefas (especialista, articulador, tutor, etc.). Um projeto é sempre uma atividade de natureza multidisciplinar e, portanto, cada uma de suas parte pode explorar conteúdos de diferentes áreas do conhecimento. Um mesmo projeto, portanto, pode estar associado a diferentes categorias de conhecimento. É importante que se possa registrar a associação de um projeto com diferentes categorias, indicando o ponto específico do projeto onde ocorre a associação.

Tela que indexa todos os projetos atualmente cadastrados na plataforma.


A plataforma possui uma seção(ver imagem acima) que indexa todos os projetos atualmente cadastrados e disponibiliza várias formas de busca (palavras chave, áreas do conhecimento, comunidades, etc) para que um usuário consiga localizar projetos no qual está interessado. Nessa parte do sistema o usuário também pode cadastrar um novo projeto. O sistema não requer nenhum tipo de autorização especial para que qualquer usuário inicie uma nova atividade de investigação.

Uma vez que o usuário crie um novo projeto, ele pode convidar outros usuário cadastrados no sistema para integrarem uma equipe. Uma vez que esses sujeitos aceitem participar do projeto, eles tornam-se iguais, não havendo hierarquias estabelecidas entre quem criou o projeto e aqueles que fazem parte dele. Para essa equipe. o sistema disponibiliza ferramentas para registro de observações do andamento do projeto, publicação de novas produções, aporte de novas informações coletadas e suporte aos debates da equipe e desta com os docentes e com visitantes. A publicação de novas produções é que permite ao visitante o acesso ao desenvolvimento do projeto e a sua interação com os desenvolvedores do mesmo.


Visão de um projeto por um membro da equipe.

No screenshot, pode-se observar um projeto real, desenvolvido por um grupo de professoras durante uma formação sobre Projetos de Aprendizagem, cujo tema foi o Girassol. A tela em questão, é a visão que um membro da equipe possuí sobre o projeto, com a possibilidade de edição de vários itens do projeto e da gerência dos recursos de comunicação do mesmo. Do ponto de vista do visitante, além do acesso às informações gerais sobre o projeto, ele pode navegar pela parte pública do projeto, interagir com os desenvolvedores de um projeto específico e fazer anotações públicas sobre as suas experiências com o ambiente. Na imagem abaixo pode-se observar a tela que um visitante teria sobre o mesmo projeto Girassol.


Projeto Girassol visto por um visitante.

Comunidades: espaço para formação de grupos de interesse

Assim como um projeto, uma Comunidade, dentro do AMADIS, é um espaço coletivo constituído por um grupo de usuário. Mas de forma diferente do projeto, os membros de uma comunidade não estão engajados em um processo de investigação e de produção de conhecimento. A comunidade destina-se a formar grupos de interesse, que podem ou não ter uma correspondência com o mundo “real”. Pode-se por exemplo, criar uma comunidade de todos os usuários que vivem em um certo bairro ou cidade, bem como, os que utilizam certo software. Para esse grupo de pessoas são disponibilizadas ferramentas de comunicação de forma que elas possam interagir.

Uma outra possibilidade das comunidades é a de possuírem projetos relacionados a elas. Desta forma a comunidade funciona como uma nova forma de indexação, atuando como agregadora dos projetos que compartilhes de algumas características em comum. O projeto, por sua vez, pode estar relacionado a várias comunidades.


Comunidade do grupo de Ciências do Espaço do Distrito Federal. Em destaque na imagem pode ser observado o pedido de um usuário para juntar-se aquela comunidade e os projetos que foram adicionados à ela.

Ferramenas de Comunicação

O AMADIS possui um grupo de ferramentas que vêm propiciar a interação entre os usuários do ambiente. Dentre elas, detacamos: o Fórum, o Chat e o Finder.

O Fórum dá suporte às discussões (assuntos de livre escolha) dos usuários do ambiente. Diferentemente do Chat e Finder, ele permite que as interações se realizem durante longos períodos de tempo. O Fórum pode ser utilizado somente por usuários cadastrados e que estejam ligados a um projeto ou comunidade. A sua navegação torna-se interessante por possuir um modo de visualização parcial do conteúdo, permitindo ao usuário controlar o que quer que seja mostrado ou não, sem a necessidade de paginações, já que as mensagens podem ser comprimidas ou expandidas conforme vontade do usuário.

Imagem de um fórum, destacando as mensagens novas.

A ferramenta de Chat tem como objetivo conectar os usuários do ambiente por meio da conversa. Uma singularidade dela, é a possibilidade de visualização das conversas de chats que já estejam encerrados. O recurso se faz útil para fins de análises por pesquisadores, orientadores na área da pedagogia. Além disso, a ferramenta possui um redenrizador de smiles, comumente usados em salas de chats e Instant Messengers. Quanto ao acesso, pode-se dizer que o seu uso também é restrito a usuários cadastrados e vinculados a um projeto ou comunidade do ambiente.


Tela de chat em execução, nenhuma novidade se faz necessária, além da possibilidade de ver chats encerrados.

O Finder oferece a possibilidade de uso de mensagens instantâneas para usuários conectados ao AMADIS, tornando a interação mais dinâmica e de forma privada. O seu funcionamento assemelha-se ao do ICQ, e o principal objetivo é conectar duas pessoas de forma mais imediata. Toda mensagem enviada a um usuário conectado, dispara uma requisição ao mesmo, que é avisado por meio de um pequeno ícone no canto da página. Nessa ultima versão, a interação está sendo remodelada, de modo a oferecer uma separação das conversas por “abas” e alguns mecanismos mais sofisticados de avisos, que estão sendo incorporados. Isso gera uma economia de pop ups, que poluem a área de trabalho do usuário, tornando a navegação cansativa.

Outra Funcionalidades

O AMADIS é uma plataforma com inúmeras funcionalidades, descrevê-las de forma pormenorizada foge ao escopo deste artigo. Apenas realizamos um overview das principais características. Para uma descrição maior, verifique o artigo Funcionalidades.

Ferramentas pessoais
Parceiros
















SourceForge.net Logo

Supported by Cenqua